Redação Corrigida 4

Tema: segurança pública    

 Buscar soluções a problemas que se agravam em território nacional como violência nas ruas, falta de policiamento com constâncias em locais com alto nível de assaltos, estupro etc, é de interesse de uma população e dos governantes daquele local. Cidadãos são vítimas de criminosos que se aproveitam do falho sistema de segurança pública do país.
     Os policiais exercem papel de extrema importância para um bairro, uma cidade, estado e para o país. Investimentos em um alto padrão em treinamento a esses profissionais cria-se outra expectativa à população sobre a sua segurança. E o que fazer com os que praticam o mal a sociedade? Os que roubam, os que matam, os corruptos, os que faltam com a ética!
     Países onde existe um Estado de bem estar social em que o mesmo tende a atender aos direitos humanos da sociedade, a segurança deve-se ser tomada como exemplo. Tirar do meio dos cidadãos os que cometem crimes e prendê-los, só isso não irá resolver! As penitenciárias ficarão com lotação, tendo como consequência planejamentos para a criação das mesmas.
     A condição da criação de novas penitenciárias possibilitará a atenuação dos prisioneiros em cadeias lotadas, contribuindo para a melhoria do espaço dos presos nas selas, e o dinheiro público gasto será em prol da população. Portanto, investimento na segurança pública do país beneficiará a todos enquanto cidadãos, e o país irá melhorar na qualidade de vida e em uma segurança pública eficiente para a sua população.

* * *

Bem, vamos lá... Vou pular o parágrafo de introdução. Vamos direto ao primeiro parágrafo de desenvolvimento.

Desenvolvimento 1

     Os policiais exercem papel de extrema importância para um bairro, uma cidade, estado e para o país. Investimentos em um alto padrão em treinamento a esses profissionais cria-se outra expectativa à população sobre a sua segurança. E o que fazer com os que praticam o mal a sociedade? Os que roubam, os que matam, os corruptos, os que faltam com a ética!

Eu costumo dizer que o parágrafo de desenvolvimento nada mais é do que uma “pequena redação”. Ele é composto por três estruturas: tópico frasal (que inicia o parágrafo, indicando a ideia que será desenvolvida), o desenvolvimento (onde o argumento principal é desenvolvido) e o fechamento (um gancho para mudar a leitura para o próximo parágrafo). Bem, vamos por partes:

Tópico Frasal“Os policiais exercem um papel de extrema importância para um bairro, uma cidade, um estado e para o país”.

Como sugestão... Você pode dizer “os policias exercem papeis de extrema importância”, ou então “os policiais exercem um papel de extrema importância” (acrescentando o artigo indefinido “um”). Agora, dizer “os policiais exercem papel” não é uma construção muito adequada (misturar diretamente plural com singular).

Eu também acrescentei o artigo indefinido em “um estado”. Assim, podemos manter o paralelismo (o padrão), pois os termos anteriores também foram indicados por artigos indefinidos.
Bem, esse é o seu tópico frasal, ou seja: a ideia principal de seu parágrafo. Logo, você deve desenvolver essa ideia.

DesenvolvimentoInvestimentos em um alto padrão em treinamento a esses profissionais cria-se outra expectativa à população sobre a sua segurança.

Tem algo estranho aqui... Leia esse trecho em voz alta e veja se você percebe algo de errado. O sujeito do verbo “criar” é “investimentos”. Logo, o verbo não foi devidamente conjugado. Corrigindo:

Investimentos em um alto padrão em treinamento a esses profissionais criam outra expectativa à população sobre a sua segurança.

 Quando não conectamos devidamente as estruturas do texto a redação perde a coesão textual. Para manter a coesão, devemos usar os conectivos, que geralmente são as conjunções. Elas evitam que o texto fique fragmentado. É preciso que a leitura “flua”, de modo contínuo. Logo, articule melhor os conectivos para interligar as estruturas da redação (tópico frasal ao desenvolvimento). Sugestão:

Os policiais exercem um papel de extrema importância para um bairro, uma cidade, um estado e para o paísDesse modoinvestimentos em um alto padrão em treinamento a esses profissionais criam outra expectativa à população sobre a sua segurança”.

Em vermelho, acrescentamos o nosso conectivo. Observe como o parágrafo fica mais “contínuo”, menos “fragmentado”.

Agora, vamos fazer algumas alterações de modo a dar um sentido mais completo ao que você quer dizer. Os trechos sublinhados estão um pouco vagos. Eu sugiro:

“Os policiais exercem um papel de extrema importância para um bairro, uma cidade, um estado e para o país. Desse modo, um maior investimento a fim de elevar o padrão de treinamento desses policiais melhora a expectativa da  população sobre a sua segurança”.

Observe que, nos trechos sublinhados, eu especifiquei melhor o sentido da mensagem. E em itálico eu reescrevi o trecho onde houve a repetição da preposição “em”. Evite repetir palavras ou expressões.

Continuando o nosso parágrafo:

Os policiais exercem um papel de extrema importância para um bairro, uma cidade, um estado e para o paísDesse modo, um maior investimento a fim de elevar o padrão de treinamento desses policiais melhora a expectativa da população sobre a sua segurança. E o que fazer com os que praticam o mal a sociedade? Os que roubam, os que matam, os corruptos, os que faltam com a ética?”.

Em azul temos o tópico frasal, que indica a ideia que será desenvolvida. Em roxo, nós temos uma parte do parágrafo que não corresponde à ideia principal. Você começou o parágrafo falando da força policial (dos “heróis”) e terminou falando dos “vilões”. Ou seja: começou a falar de uma coisa e terminou falando outra. Ora, o parágrafo deve terminar seguindo o mesmo assunto que começou, o desenvolvendo e o concluindo. Eu não posso mudar de assunto no meio de um parágrafo. Eu mudo de assunto através do próximo parágrafo e no fechamento do parágrafo presente, usando “ganchos” e conectivos para fazer a correta transição do assunto para o outro. Observe que houve um “choque” de assuntos, pois você estava falando da polícia e, de repente, parou e perguntou: “e o que fazer com os que praticam mal à sociedade?”. Isso não pode acontecer... Você precisa desenvolver melhor a ideia da polícia antes de partir para outro assunto, senão você perde o foco.
E em amarelo nós temos o desenvolvimento em si, ou seja: a parte mais importante do parágrafo. Veja que ele está bem reduzido. A parte amarelada é o núcleo desse parágrafo: é a sua estrutura principal. Logo, é preciso desenvolvê-lo mais. A tese desse parágrafo é: “os policiais exercem um papel de extrema importância”. Agora, é preciso desenvolver e justificar essa tese. É preciso explicar o porquê, as causas e as implicações dessa tese. Precisamos desenvolver essa ideia e economizar as palavras desnecessárias.
Veja como fica o parágrafo se nós retirarmos as palavras em excesso e mantivermos as estruturas que abordam a ideia em questão:

Os policiais exercem um papel de extrema importância para o paísDesse modo, um maior investimento a fim de elevar o padrão de treinamento desses policiais melhora a expectativa da população sobre a sua segurança.

Em termos de conteúdo, esse é o seu verdadeiro parágrafo (veja que ele está muito pequeno). Logo, precisamos desenvolver mais a tese, que é a ideia principal do parágrafo. Ele está praticamente vazio. Ele precisa de mais conteúdo, de mais força. E, para tanto, existem várias estratégias de argumentação: causa, consequência e implicações, exemplificação, comparação, definições, etc.
Como sugestão:

Os policiais exercem um papel de extrema importância para o paísAfinal, eles representam a instituição que promove, efetivamente, o cumprimento da lei, o que torna possível a segurança pública e a estabilidade de uma nação em seus múltiplos aspectos. A Síria, como por exemplo, ainda não conseguiu reverter a guerra civil gerada pelos grupos rebeldes que a tem desestabilizado a ponto de criar tensões no cenário geopolíticoPortanto, as nações precisam investir em suas forças policiais e também valorizá-las, pois elas são ferramentas essenciais para a manutenção da ordem pública e da segurança da população que deposita nessa instituição a sua confiança e as suas expectativas.”

Observe, agora, a estrutura completa do parágrafo de desenvolvimento. Em azul, nós temos o tópico frasal, que apresenta a ideia que será desenvolvida: “os policiais exercem um papel muito importante”. Agora, o parágrafo que eu irei escrever deve abordar essa ideia, justificando essa tese. De início, eu usei a estratégia da definição (“eles representam a instituição que promove o cumprimento da lei”), depois usei a “consequência” (“o que torna possível a segurança e a estabilidade”). Complementei com a técnica da “exemplificação”, dando o exemplo da Síria e, então, parti para o “fechamento” do parágrafo (em verde), usando a conjunção “portanto”. Observe as expressões sublinhadas: elas ajudam na coesão textual, ou seja: ajudam a interligar as partes do parágrafo. Faça um teste: risque essas palavras. Então, você vai observar que o parágrafo vai ficar mais “fragmentado”, tornando-se um aglomerado de orações coordenadas sem ligações (como se cada uma estivesse no seu canto sem dialogar com a vizinha).

Vamos ao segundo desenvolvimento:
Desenvolvimento 2:

     Países onde existe um Estado de bem estar social em que o mesmo tende a atender aos direitos humanos da sociedade, a segurança deve-se ser tomada como exemplo. Tirar do meio dos cidadãos os que cometem crimes e prendê-los, só isso não irá resolver! As penitenciárias ficarão com lotação, tendo como consequência planejamentos para a criação das mesmas.

Agora você sabe que os parágrafos de desenvolvimento se comportam como pequenas redações, dotadas das seguintes estruturas: tópico frasal (apresenta a ideia), desenvolvimento (desenvolve a ideia) e fechamento (finaliza o parágrafo).
Bem, então o tópico frasal desse parágrafo deve ser o primeiro período, que é:

“Países onde existe um Estado de bem estar social em que o mesmo tende a atender aos direitos humanos da sociedade, a segurança deve-se ser tomada como exemplo”
  
Bem, agora precisamos dar uma corrigida da parte gramatical. A expressão “o mesmo” não pode ser usada para retomar algo que foi dito antes. Eu aprendi isso há pouco tempo e eu também fiquei chocado, porque sempre achava isso certo.
Porém, esse não é o problema maior do parágrafo. A questão é que, quanto mais informações n[os colocamos, maior é o nosso risco de nos perder. Veja que, em vermelho, nós temos informações adicionais. A oração original é esta:

“Países onde existe um Estado de bem estar social, a segurança deve-se ser tomada como exemplo”

Veja, portanto, que não existe vírgula antes de “a segurança”. Além disso, não devemos escrever “deve-se ser”. Por causa das informações adicionais (em vermelho), é melhor escrever a oração principal em outra ordem:

“A segurança deve ser tomada como exemplo nos países onde existe um Estado de bem-estar social.”

Agora, voltamos a acrescentar as outras informações:

“A segurança deve ser tomada como exemplo nos países onde existe um Estado de bem-estar social que se preocupa em atender os direitos humanos da sociedade”.

Pronto. Optando-se pela ordem original dos termos do período o sentido do tópico frasal ficou mais claro. Não é preciso usar palavras para retomar outras, o que resolveu o problema do “o mesmo”.

Bem, esse é o tópico frasal, ou seja: eu preciso desenvolver essa ideia ao longo de meu parágrafo. Eu preciso explicar o motivo de a segurança ser tomada como exemplo nos países de bem-estar social.

  A segurança deve ser tomada como exemplo nos países onde existe um Estado de bem-estar social que se preocupa em atender os direitos humanos da sociedade. Tirar do meio dos cidadãos os que cometem crimes e prendê-los, só isso não irá resolver! As penitenciárias ficarão com lotação, tendo como consequência planejamentos para a criação das mesmas.

Observe:

 “Tirar do meio dos cidadãos os que cometem crimes e prendê-los, só isso não irá resolver!”

É preciso esclarecer a questão do “resolver”, que acabou ficando vago. Isso não irá “resolver” o quê? Sempre devemos escrever de modo a deixar o sentido mais completo possível.
Logo, temos:

Apenas tirar do meio dos cidadãos os que cometem crimes e prendê-los não irá resolver os problemas de segurança pública!”

Veja que o “só isso” se transformou no “apenas”. Vamos ao próximo:

“As penitenciárias ficarão com lotação”.

Na verdade, o correto é “as penitenciárias ficarão lotadas”. “Lotado” tem um sentido diferente de “com lotação”.  

Continuando:

“tendo como consequência planejamentos para a criação das mesmas”.

Conforme vimos anteriormente, não podemos usar “mesmas” para retomar algo que foi dito antes. Uma solução é:

“tendo como consequência planejamentos para a criação delas”.

Vamos ver como ficou o parágrafo:

  A segurança deve ser tomada como exemplo nos países onde existe um Estado de bem-estar social que se preocupa em atender os direitos humanos da sociedade. Apenas tirar do meio dos cidadãos os que cometem crimes e prendê-los não irá resolver os problemas de segurança pública! As penitenciárias ficarão lotadas, tendo como consequência planejamentos para a criação delas”.

Eu apenas analisei os problemas de gramática. Agora, vamos para o conteúdo.

Em outras palavras, você disse que não adianta apenas prender os criminosos, explicando que as penitenciárias vão ficar mais cheias e, assim, teremos a criação de novas penitenciárias.

“Apenas tirar do meio dos cidadãos os que cometem crimes e prendê-los não irá resolver os problemas de segurança pública! As penitenciárias ficarão lotadas, tendo como consequência planejamentos para a criação delas”.

Observe que esse argumento não é coerente. Se eu prendo mais criminosos, realmente as prisões ficarão mais cheias. Porém, isso necessariamente não irá promover a criação de mais prisões, senão o nosso país não estaria com problemas de penitenciárias superlotadas. A criação de novas penitenciárias só depende das verbas e dos interesses dos governantes. Se os governantes não estiverem interessados em reformarem o sistema penitenciário, então as prisões continuarão cheias, independente se mais criminosos forem presos ou não.

“Apenas tirar do meio dos cidadãos os que cometem crimes e prendê-los não irá resolver os problemas de segurança pública! As penitenciárias ficarão lotadas, tendo como consequência planejamentos para a criação delas”.

Bem, se prender criminosos não irá resolver os problemas de segurança pública, então o que irá? Ao dizer que uma ação não é a solução do problema, eu preciso explicar os motivos e também devo indicar outra solução e explicar o motivo de a minha ser melhor do que a outra.
Portanto, esse parágrafo precisa ser escrito novamente. É preciso definir uma tese que será apresentada no tópico frasal e desenvolvê-la devidamente. Se eu criticar algum problema, eu devo expor os motivos e dar alternativas a esse problema.
No parágrafo anterior, você falou a respeito da importância da polícia. Agora, podemos falar dos meios para se manter uma boa força policial. Como sugestão:

Para manter uma força policial bem equipada e bem preparada é necessário que se invista e que se valorize o seu trabalhoIsso pode ser feito reajustando o salário dos policiais, de modo a melhor reconhecer o fato de eles arriscarem suas vidas diariamente em prol da segurança pública.Além disso, operações planejadas, como as Unidades de Polícia Pacificadora (que contaram com patrocínio privado) ajudam a trazer investimentos à instituição e também a consolidar o seu valor e a sua importância perante a sociedade. Outro aspecto que está relacionado à segurança pública é o sistema penal, que tem sofrido com a superlotação e com a baixa qualidade das penitenciárias, o que pode gerar novos transtornos que já viraram notícia, a exemplo de rebeliões e de incêndios.Portanto, investir e valorizar a segurança da população é promover um estado de bem-estar social e, por consequência, uma maior estabilidade à nação.”

Observe a estrutura desse parágrafo. Em azul, temos o tópico frasal, estrutura que apresenta a ideia que será desenvolvida no parágrafo (parte que está em amarelo). Em verde, temos o fechamento do parágrafo. Observe também as palavras sublinhadas: elas são indispensáveis para integrar essas partes, o que colabora com a coesão do texto. Procure seguir sempre esse modelo para desenvolver os seus parágrafos.

Vamos ver, agora, a conclusão:


     A condição da criação de novas penitenciárias possibilitará a atenuação dos prisioneiros em cadeias lotadas, contribuindo para a melhoria do espaço dos presos nas selas, e o dinheiro público gasto será em prol da população. Portanto, investimento na segurança pública do país beneficiará a todos enquanto cidadãos, e o país irá melhorar na qualidade de vida e em uma segurança pública eficiente para a sua população.


Na conclusão, nós devemos retomar o que dissemos nos parágrafos anteriores. Ela não deve desenvolver nenhuma ideia nem argumentar nada: apenas encerra a redação, de modo objetivo e claro. Ou, no caso de algum problema, a conclusão revela algum tipo de solução a esse problema, o que ficaria mais adequado ao seu tema.
A ideia de sua conclusão está boa. Entretanto, ela deve ser mais objetiva. Logo, vou escrevê-la novamente, mantendo a mesma ideia, porém economizando as palavras:

Investir na segurança pública é um ato de cidadania, pois beneficia a população e melhora a sua qualidade de vida. Para tanto, é preciso valorizar o trabalho dos profissionais das forças policiais dando a eles salários dignos e também construir mais penitenciárias para resolver os seus problemas de superlotação, o que representa o compromisso social governamental. 
                                          
Eu deixei o parágrafo de introdução por último porque ele apresenta as ideias que serão desenvolvidas ao longo da redação e eu acabei mudando a configuração desses parágrafos. Logo, vejamos:

Ideia 1: “Os policiais exercem um papel de extrema importância para o país”
Ideia 2: “Para manter uma força policial bem equipada e bem preparada é necessário que se invista e que se valorize o seu trabalho”

Observe que essas duas ideias vão originar os dois parágrafos de desenvolvimento de minha redação e elas devem ser apresentadas na introdução, juntamente com a apresentação do tema. A introdução nada mais é do que: apresentar o tema + apresentar a tese e os argumentos que serão desenvolvidos.

Porém, antes de modelar a sua introdução conforme esse padrão, vamos fazer uma revisão gramatical nela:


    Buscar soluções a problemas que se agravam em território nacional, como violência nas ruas, falta de policiamento com constâncias em locais com alto nível de assaltos, estupro etc, é de interesse de uma população e dos governantes daquele local. Cidadãos são vítimas de criminosos que se aproveitam do falho sistema de segurança pública do país.


1.1) Observe este exemplo:

“O inspetor Ambrósio Donizete visitou os locais onde houve os crimes. A sua visita é de interesse dos moradores daquele local”.

Veja que eu escrevi “daquele local” retomando “os locais”, o que é errado. Quando eu retomar algo que já foi dito, eu preciso retomar exatamente o que eu disse. Não posso usar “daquele local” (singular) para retomar “os locais” (plural). E isso aconteceu em sua introdução:

Buscar soluções a problemas [...] como falta de policiamento com constância em locais com alto nível de assaltos é de interesse de uma população e dos governantes daquele local desses locais.

O problema aqui é que eu acabo repetindo uma palavra num espaço muito curto, o que compromete o seu texto. É preciso evitar as repetições. Porém, vamos tratar disso logo depois,

1.2)

é de interesse de uma população e dos governantes desses locais.”

Ao escrevermos um texto, precisamos manter um paralelismo (um padrão). Nesse caso, houve mistura de artigos definidos com indefinidos. Minha sugestão é:

é de interesse da população e dos governantes desses locais.”

Bem, agora vamos modelar a sua introdução ao padrão:

   Buscar soluções a problemas que se agravam em território nacional, como violência nas ruas, falta de policiamento com constâncias em locais com alto nível de assaltos, estupro etc, é de interesse de uma população e dos governantes desses locais. Cidadãos são vítimas de criminosos que se aproveitam do falho sistema de segurança pública do país.

A introdução é dividida em duas partes: apresentação (e contextualização) do tema e apresentação das ideias desenvolvidas. Essas duas partes são breves e objetivas.

Lembrando que as ideias desenvolvidas são:
Ideia 1: “Os policiais exercem um papel de extrema importância para o país”
Ideia 2: “Para manter uma força policial bem equipada e bem preparada é necessário que se invista e que se valorize o seu trabalho”

Então, eu sugiro:

   Buscar soluções a problemas de segurança pública é de interesse da sociedade e de seus governantesA força policial é muito importante para a promoção da ordem públicae, por isso,é preciso que se invista e que se valorize mais o trabalho desses profissionais.

9 comentários:

  1. Transformar algo, ou melhor, remodelá-lo é um ofício que poucos conseguem exercer com tamanha maestria como feito nos textos acima. Já faz algum tempo que venho procurando sites que corrijam redações, tanto é que assino um, no entanto, nunca realizaram uma análise tão detalhada e específica dos meus textos. Sendo assim seria um enorme prazer ter uma produção minha corrigida por você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, eu faço essas análises por hobby mesmo, então caso você deseje ter uma redação corrigida você pode enviá-la para vinicfig@gmail.com. Tendo disponibilidade, eu corrijo seu texto sem nenhum problema. E obrigado pelas suas palavras, por esse feedback positivo. Um abraço.

      Excluir
  2. Mais redacoes corrigidas por favor esta servindo de grande ajuda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho outras redações corrigidas, em breve eu publico aqui.

      Excluir
  3. Parabéns pelo excelente trabalho desenvolvido. Fiquei impressionado com o domínio apresentado.

    ResponderExcluir
  4. Cara Que trabalho esplendido!!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Trabalho fantático que Deus abençoe sempre o sua profissão! Me ajudou muito!Obrigado

    ResponderExcluir