Redação: como fazer a introdução?



Resumo:

Introdução = Apresentação do Tema + Apresentação da Tese

A introdução é o primeiro parágrafo da dissertação e ela deve conter, pelo menos, duas estruturas: apresentação (ou contextualização) do tema e apresentação da tese (que é formada pelas ideias principais de cada parágrafo de desenvolvimento). 

Observação: também podemos considerar que os argumentos formam uma terceira estrutura, separando-os da tese. Essa é apenas uma maneira de definir os conceitos. O que importa é que a introdução deve apresentar o tema e a tese (ideia ou ideias principais da redação). 

Vamos supor que o tema esteja relacionado com “internet”. Então, eu preciso começar a minha redação apresentando esse tema, contextualizando-o e o apresentando de alguma forma. Veja alguns exemplos:

1)A internet faz parte da sociedade moderna e é uma característica marcante da geração atual”.
2)A internet é o reflexo do avanço tecnológico promovido pelo homem, que transcende as barreiras físicas e passa a viver num universo virtual sem fronteiras”.
3)Assim como muitas invenções mudaram a história do homem, a internet se revelou como o marco de uma nova geração e de uma nova cultura”.

Observe que há diversas maneiras de se apresentar o tema. Geralmente, a melhor estratégia é trabalhar com definições e com conceitos e, para tanto, basta se perguntar: o que é internet? O que ela proporciona à sociedade? Pense em tudo o que você sabe a respeito do tema e procure o que você sabe de melhor dele. 

Vamos adotar o item 1: “A internet faz parte da sociedade moderna e é uma característica marcante da cultura atual”. 

Agora que já apresentamos o tema, nós precisamos nos posicionar a respeito dele, ou seja: nós precisamos de uma tese (opinião).

O tema “internet” é muito amplo e podemos falar muita coisa ao seu respeito. Porém, de modo geral (em minha opinião), eu acredito que ela pode servir tanto para o bem quanto para o mal. Logo, a minha opinião é: “a internet serve para o bem e para o mal”. A partir dessa opinião eu irei formular a minha tese:

“A internet possui tanto aspectos positivos quanto negativos e isso depende de seu uso”.

Veja que a minha opinião é: “a internet é boa e também é má e isso depende do internauta”. Agora, eu preciso convencer o leitor da melhor maneira possível a aceitar essa opinião. Para tanto, precisamos de ideias (argumentos) e cada argumento será explicado e desenvolvido em cada parágrafo de desenvolvimento. Uma boa maneira é pensar na tese como a união das ideias principais de cada parágrafo de desenvolvimento. Por isso que, para começar a escrever a redação, nós precisamos planejar o texto, pensando no que vamos escrever em cada parágrafo. 

Como a redação geralmente tem dois parágrafos de desenvolvimento, então eu preciso de dois argumentos que me ajudem a convencer o leitor a aceitar a minha opinião.

Argumento 1: “a internet é boa porque facilita o acesso ao conhecimento e à informação”.
Argumento 2: “a internet é ruim porque ela não é muito segura, o que dá margem a diversos problemas”.

Bem, então nós já temos a apresentação do tema e da tese (junto com os argumentos). Isso quer dizer que já temos a nossa introdução:

A internet faz parte da sociedade moderna e é uma característica marcante da cultura atual.  O seu principal aspecto positivo é a facilidade de acesso ao conhecimento e à informação, entretanto o seu mau uso pode prejudicar os seus usuários de inúmeras formas. O que a caracteriza como benéfica ou maléfica é o modo que ela é usada”.

Roxo: apresentação do tema
Azul: argumento 1 (dará origem ao primeiro parágrafo de desenvolvimento)
Verde: argumento 2 (dará origem ao segundo parágrafo de desenvolvimento)
Vermelho: opinião (tese)

Claro que isso não é regra, pois cada pessoa tem o seu próprio estilo de escrita. 

Observe que temos nesse parágrafo todos os elementos necessários para fazer uma introdução. Apresentamos tanto o tema como a tese e indicamos os dois argumentos principais que vão dar origem aos dois parágrafos de desenvolvimento. Logo, para escrevermos a introdução, é preciso termos uma ideia do que vamos escrever e também precisamos ter uma ideia de quais argumentos serão usados para defender a nossa opinião. Não podemos começar uma redação sem saber direito o que vamos escrever.

Portanto, antes mesmo de começar o parágrafo introdutório é importante que você faça um esquema com todas as suas ideias, arquitetando o conteúdo de seu texto, separando os argumentos principais e a tese. A introdução deve revelar ao leitor, de modo claro e objetivo, o tema, a tese e, junto com a tese, os argumentos que serão desenvolvidos ao longo da dissertação. Lembre-se: você irá apenas apresentar e indicar os argumentos. Ou seja: você não vai desenvolver nem explicar nada na introdução.

Então, de modo simplificado, podemos considerar que a introdução possui duas estruturas principais: a apresentação do tema e a apresentação da tese. Veja, no vídeo abaixo, mais um exemplo de como nós podemos usar esse método para construir o parágrafo de desenvolvimento. 




47 comentários:

  1. Ajudou Bastante de forma clara e direta.

    ResponderExcluir
  2. Facil entendimento, texto escrito de forma simples e rico em informações.

    ResponderExcluir
  3. Eu me perco um pouco na hora da introdução, mais agora que aprende irei seguir suas dicas, Obrigada!

    ResponderExcluir
  4. Excelente! Me ajudou muito. :)

    ResponderExcluir
  5. Posso substituir os argumentos na introdução por alguma exmeplo? E mostrar os argumentos somente no desenvolvimento?

    ResponderExcluir
  6. Eu particularmente não recomendaria isso a você, pois o exemplo geralmente está vinculado ao desenvolvimento de uma ideia. Quando você apresenta um exemplo você precisa criar o vínculo dele com o tema e isso demanda explicações. Portanto, o exemplo, que é uma estratégia argumentativa, é mais adequado quando usado nos parágrafos de desenvolvimento, pois ele já vem contextualizado pelos argumentos apresentados, fazendo parte do desenvolvimento deles.

    ResponderExcluir
  7. Posso fazer minha introdução assim? (introdução de minha autoria):

    Tema : legalização da maconha: qual a solução?

    As drogas sempre foram assuntos de grandes debates na sociedade. O combate às drogas, declarado em 1962, pelo ex-presidente dos Estados Unidos da America, Richard Nixon, hoje, se mostra fracassado pelo o aumento considerável de seus consumidores. Em virtude disso, o que se vê em ampla discussão, nesse primeiro semestre de 2014, é a respeito da legalização da maconha no Brasil. Muitos afirmam que a proibição dessa droga fermenta o crime, violência e corrupção, sendo que a legalização da mesma seria benéfico à nossa população. Será?

    Pode me dar alguma outra dica?


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1) "As drogas sempre foram assuntos de grandes debates na sociedade".

      A "droga" é algo muito amplo para ser tratado e, para tanto, precisamos manter o foco e especificar a ideia que vamos desenvolver. Para sermos mais específicos, poderíamos dizer:

      "O USO das drogas sempre foi UM ASSUNTO de grandes debates na sociedade" (trate a ideia no singular, especificando-a, evitando generalizações).

      2) "O combate às drogas, declarado em 1962, pelo ex-presidente dos Estados Unidos da America, Richard Nixon, hoje, se mostra fracassado pelo o aumento considerável de seus consumidores"

      Observe que há muitas ideias de tempos diferentes (passado e presente) misturadas no mesmo período. Isso prejudica a compreensão e a clareza de seu raciocínio. Vamos separar o passado do presente usando elementos conectores e, assim, articulando melhor essas ideias:

      "O combate às drogas FOI DECLARADO em 1962 pelo ex-presidente dos Estados Unidos da America Richard Nixon E HOJE se mostra fracassado pelo o aumento considerável de seus consumidores"

      Troque o excesso de vírgulas por elementos de conexão ("foi", "e hoje") para estabelecer o seu raciocínio. A vírgula separa os termos. Os conectores não só separam os termos, como também os organizam numa linha de raciocínio. Veja que eu não precisei usar nenhuma vírgula: a ideia fluiu seguindo uma linha de raciocínio, marcando uma informação que aconteceu no passado e outra informação que acontece no presente.

      "Em virtude disso, o que se vê em ampla discussão, nesse primeiro semestre de 2014, é a respeito da legalização da maconha no Brasil."

      O correto é "NESTE primeiro semestre de 2014", pois é o período atual. Usamos "nesse" para se referir a um tempo futuro ou passado. Exemplo: "Astolfo nasceu em 1800. Nesse ano (1800), não havia energia elétrica".

      3) "Muitos afirmam que a proibição dessa droga fermenta o crime, violência e corrupção, sendo que a legalização da mesma seria benéfico à nossa população. Será?"

      3.1) "Muitos" quem? Evite termos vagos, do tipo "pesquisas afirmam que", "muitos disseram que", "alguns consideraram que", etc. Isso destrói a credibilidade de seus argumentos. Você poderia ter escrito que "os defensores da legalização afirmam que etc". Como você já escreveu "legalização" um pouco antes, você poderia ter retomado essa ideia com "os defensores dessa medida", "os defensores dessa ideia" e por aí vai.

      3.2) "... a proibição dessa droga fermenta o crime". Evite usar as palavras no sentido figurado porque as chances de perder ponto em "adequação vocabular" são altas. Quem "fermenta" é bolo. Escreva "a proibição dessa droga intensifica o crime", "aumenta o crime", etc.

      De modo geral o seu parágrafo de introdução está bem articulado. Sugiro observar melhor o emprego da vírgula. Acredito também que a informação do presidente Nixon seria mais adequada para o parágrafo de desenvolvimento, pois a introdução não pode se estender muito: ela é mais breve e objetiva.

      Excluir
    2. Muito obrigado!!!!

      Excluir
    3. Se vc tiver um post do uso da virgula ou se um dia fizer, poste o link aqui. Grato.

      Excluir
    4. http://www.comoescreverumaboaredacao.com/2013/10/virgula.html

      Excluir
  8. Preciso muito que alguém mim ajude a explicar essa afirmativa: " Não se matam somente as pessoas, mas também se matam os países, os processos"
    Alguém ai pode mim ajudar?

    ResponderExcluir
  9. Essa afirmativa deve ter saído de "algum lugar", ou seja: ela está dentro de um contexto. Você tem o restante do texto? Da onde a frase foi retirada?

    ResponderExcluir
  10. caramba q site top, parabens e obg ajudou mt.

    ResponderExcluir
  11. Na introdução o tema pode ser escrito sem modificação?
    Ex: O tema é "Todos os seres humanos nasceram iguais em dignidade. Por isso, não devem alimentar preconceito." Eu posso colocar ele exatamente assim em minha redação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu recomendo que você não faça isso. Evite transcrever o tema ou qualquer outra informação exatamente do modo que foi apresentada na proposta. Isso vale também para os textos motivadores (aqueles que aparecem com a proposta de redação).

      Excluir
  12. Caso o tema não apresentar aspectos positivos ou negativos o que eu faço? Poderia me dar um exemplo?

    ResponderExcluir
  13. Esse é um tipo de tema aberto, que abre a oportunidade de você mesma decidir quais aspectos irá abordar. É é você quem escolhe a abordagem da redação. Exemplo: "A Publicidade". Se o tema vier assim, você pode tanto escrever a respeito das características positivas da publicidade quanto as características negativas da publicidade. Porém, se o tema for "a importância da publicidade" ou "os prejuízos da publicidade", então você terá que cumprir o tema proposto, abordando essa proposta do modo que ela foi apresentada a você.

    ResponderExcluir
  14. Muito interessante a maneira de exemplificar um assunto tão importante !

    Grato demais !

    ResponderExcluir
  15. Tenho uma gramatica , mas é maçante estudar por ela, os conteúdos não são nada organizados e ainda possui uma linguagem rebuscada. Vou copiar os conteúdos e formar um pdf pra mim estudar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem. Se o propósito for o estudo individual, não há problema algum em copiar o conteúdo. O que você não pode fazer é copiar o conteúdo para fins comerciais. Essa página foi criada para democratizar o conhecimento. Então, tenha bons estudos e não deixe de nos acompanhar pelo Facebook para ficar por dentro das atualizações e das novidades.

      Excluir
  16. Como eu poderia desenvolver uma introdução para a falta de agua no país? Buscar uma definição para o tema é um pouco complicado, pois acho que o texto não ganharia desenvoltura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a definição é apenas uma das estratégias que podemos usar para fazer a apresentação do tema. Além dela, você também pode contextualizar o tema, ou seja: você pode fazer o panorama de um fato atual, indicado que algo tem acontecido na realidade (e aí abre espaço para você explorar as características desse fato, o que, de certa maneira, ajuda a fazer a definição do tema também, explicando-o por meio de suas características).

      Por exemplo:

      "As condições climáticas dos últimos meses não têm sido favoráveis e a seca tem protagonizado esse cenário problemático. A falta de chuva prejudica a disponibilidade de água para a população, forçando-a ao racionamento. Outro impacto desse problema também pode ser sentido na lavoura, com a queda da produção, o que, entre outras consequências, gera a queda na oferta e o aumento dos preços. A seca é um problema sério que causa impactos diretos sobre a população".

      Veja, então, que eu levantei o problema da seca fazendo um panorama da situação atual. Quando eu faço isso, eu ganho espaço para trabalhar com as características do problema. Agora, ao longo do meu texto, eu vou desenvolver essas características (posso falar do racionamento em um parágrafo e posso falar dos problemas da lavoura e da queda da produção em outro parágrafo de desenvolvimento). Na conclusão, eu faço a proposta de intervenção, caso o texto seja destinado ao Enem (que tem a característica de problematizar o tema ao longo do texto e apresentar uma solução ao final).

      Portanto, essa é outra maneira viável para escrever a introdução. No final, acabamos fazendo uma definição indireta do tema (definimos o tema pelas suas características, o que fica bem evidente no último período da introdução: "a seca é um problema sério que causa impactos diretos sobre a população"). Então, de certo modo, a definição do tema acaba aparecendo (diretamente ou indiretamente por intermédio de suas características). Afinal, foi o que eu fiz no exemplo da postagem: "A internet faz parte da sociedade moderna e é uma característica marcante da cultura atual" (definição por intermédio das características). Portanto, você acabará, de qualquer jeito, explicando diretamente o que o tema é ou então acabará explicando as suas características, o que seria uma espécie de definição indireta.

      Excluir
  17. Peter, Boa Noite!
    Estou com uma dúvida, poderia me esclarecer?
    Em provas de concurso público por mais que esteja o tema lá, é necessário eu construir um novo tema em cima do que está sendo falado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O tema é um só e você não pode fugir dele. O que você deve fazer é escolher uma tese que tenha relação com esse tema (e escrever uma redação inteira para defender a tese escolhida).

      Excluir
  18. A minha opinião (tese) tem que convencer o leitor da melhor maneira possível do tema que foi dado na prova. É isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma estratégia. Se você tiver em mente que você precisa convencer alguém ao defender uma ideia, você estará, naturalmente, criando condições melhores para escolher os argumentos. É uma espécie de motivação.

      Convencer o leitor é um sinal que indica bons argumentos. Quando nós temos bons argumentos nós conseguimos naturalmente convencer os nossos leitores. Se você não convencer ninguém do que está falando, então existe alguma coisa errada com o seu discurso, com o seu texto. Talvez você esteja sendo genérico, talvez você esteja usando ideias do senso comum. Então, não ser convincente significa não ter argumentos bons. Portanto, o nosso esforço na redação deve ser dirigido à busca de bons argumentos e a consequência positiva disso é o fato de nós conseguirmos convencer os leitores.

      Não confunda "convencimento" com "persuasão". Persuadir o leitor pode significar "enganar", ou seja: induzi-lo a acreditar em alguma coisa que não é correta e, nesses casos, nós usamos falácias (que são argumentos inválidos, construídos para enganar as pessoas, como o apelo à emoção, por exemplo).

      Excluir
  19. Não consigo iniciar a introdução .. tema → quem tem amigo não sofre de solidão .. alguma idéia???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo que o tema seja abstrato e subjetivo, você deve elaborar uma tese e deve organizar os seus argumentos num raciocínio lógico e integrado. Então, antes de qualquer coisa, reflita a respeito da tese que você quer defender e pense nos argumentos. Para tanto, pergunte-se a respeito do tema, pergunte-se o motivo de as pessoas com amigos não sofrerem de solidão. Se eu fosse escrever essa redação, eu defenderia a ideia de que, graças a amizade, nós não ficamos sozinhos nos momentos de dificuldade e de sofrimento e recebemos apoio dos nossos amigos. Claro que há outras ideias que você pode abordar e isso vai depender do que você pensa a respeito da amizade.

      Elabore a sua tese e pense objetivamente em seus argumentos. Depois de fazer isso, você poderá escrever a sua introdução, apresentando o tema (contextualizando-o) e apresentando a sua tese, como por exemplo:

      Dentre muitos valores que caracterizam o comportamento humano em sociedade, não se pode ignorar a importância e o significado da amizade. Com amigos, as pessoas ficam mais motivadas para vencerem as dificuldades impostas pela vida, como também revestem de singularidade momentos aparentemente simples que se transformam em lembranças especiais para o resto da vida. Com a solidão, viver se torna mais difícil, pois o ser humano sempre passa por crises e por dificuldades e, sozinho, a probabilidade de fracassar é muito maior.

      Excluir
  20. Parabéns ajudou muito..

    ResponderExcluir
  21. Muito bom.
    Ótimas explicações.

    ResponderExcluir
  22. quando voce vai atualizar o blog com novas redaçoes corrigidas ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu pretendo organizar todas as redações que eu recebi e corrigi gratuitamente ao longo dos últimos 3 anos num livro ou e-book.Eu vou compilar todo o material por áreas temáticas, sistematizando as explicações de acordo com os tipos de ocorrências. A respeito do blog, o Como Escrever uma Boa Redação é atualizado por edições, funcionando como uma revista (esta é a 3ª edição). Na próxima edição, ele será reformulado e atualizado.

      Excluir
  23. Muito bom!!! Me ajudou demais!
    Muito obrigada

    ResponderExcluir
  24. Muito bom. Parabéns!

    ResponderExcluir
  25. Muito bom. Parabéns pelo seu trabalho
    Melhores dicas de redação que já vir
    Obrigado..

    ResponderExcluir
  26. Parabéns pelo seu trabalho.
    Melhores dicas de redação que já vi.
    Obrigado...

    ResponderExcluir
  27. muito bom parabéns a vocês que alimentam novas idéias

    ResponderExcluir